Reciclando bicicletas

Read this in English

A bicicleta tem mais de 100 anos de existência e continua sendo algo inovador e desafiador.

Inova a partir do momento que tem sido relembrada como solução para problemas atuais e futuros, como o aquecimento global e o colapso do trânsito motorizado.

Mas ao mesmo tempo desafia, pois requer uma nova visão de mundo, de consumo e de hábitos individuais. Um novo Zeitgeist.

Nos quase 100 anos que ficou ofuscada pelos carros, a razão é simples: os carros se adaptam mais àquela visão hoje ultrapassada de um progresso infinito, um crescimento sem fim num planeta limitado.

Mas a bicicleta, como objeto fabricado, carrega consigo as mesmas questões de outros materiais da era industrial: o que fazer quando ela fica velha? o que fazer com pneus velhos, as câmaras de ar usadas e peças desgastadas?

A resposta mais óbvia é: mandar para a reciclagem. Tudo na bicicleta pode ser reciclado, o metal das peças e do quadro, as borrachas.

Mas há soluções ainda melhores. Em vez de reciclar, reusar!

Algumas pessoas (muito!) criativas estão empregando peças usadas de bicicletas para construir outros objetos. Peças de metal já são reutilizadas há certo tempo para fazer relógios, mesas, lustres, etc.

O reuso dos pneus, porém, é coisa ainda escassa.

Normalmente, os pneus não são recolhidos pela coleta de lixo comum. Se existe algum tipo de coleta seletiva com destino à reciclagem, está faltando a divulgação por parte do município. Algumas pessoas ficaram envergonhadas em me dizer o que faziam com os pneus. São deixados em calçadas a espera de algum interessado que os recolha. Caso isso não ocorra, são recortados, colocados em sacos de lixo e recolhidos pela coleta comum com destino ao aterro sanitário. Ou, depois de acumulados nos depósitos das oficinas por muito tempo, os pneus são QUEIMADOS! A falta de informação é tanta, que tem muita gente que nunca ouviu falar que dá pra reciclar e fazer asfalto!
Valesca Bender

Mas alguns idéias inovadoras já estão surgindo. A designer Valesca Bender criou uma cadeira a partir de pneus usados.

Ao apresentar seu conceito, Valesca disse:

A cadeira EcoHelp é com certeza um exemplo de sustentabilidade
(…)
O conceito foi baseado no título do concurso em analogia com a vida útil de um material e as partes com as quais ele se relaciona, ou seja, prolongar “a dança dos materiais” reaproveitando-os.
Um  produto desenvolvido com materiais reciclados integra uma cadeia de ajuda mútua que contribui para a preservação  do planeta e desenvolvimento social. O “troca-troca” que prolonga a vida útil dos materiais, envolve reaproveitamento, transformação e geração de menos lixo. Uma corrente do bem que educa e inspira as pessoas à mudança.

Por ser uma idéia inovadora e desafiadora – como a própria bicicleta – a cadeira ficou merecidamente em 1° lugar no Concurso da Escola de Design de Interiores e Artes Decorativas Criart

Valesca contou no seu myebook como teve o insight:  “Faltando três semanas para entrega das cadeiras para o concurso, o pneu da minha bicicleta furou! Chegando na oficina ciclista, me deparei com muitos pneus amontoados…. Meu pneu furado, foi um sinal. Um sinal de que podemos construir uma sociedade mais justa e sustentável. Mudar atitudes e fazer coisas belíssimas, reciclando os materiais e as idéias das pessoas. Eu tinha me desafiado a utilizar algo que realmente necessitasse ser reciclado e que pudesse ajudar a resolver um problema aqui da minha cidade. A cadeira foi desenhada no mesmo dia que o pneu furou.”

Num post futuro mostrarei outra excelente idéia para reuso dos pneus das bicicletas.

[.]


A chair made out of recycled bicycle tires

The bicycle has more than 100 years of existence and continues to be something pioneering and challenging.
It’s innovative since has been elected as a solution to our current and future problems, global warming and motorized traffic collapsed.

It’s challenging because requires a new vision of world and individual habits. A new Zeitgeist.

But the bicycle, as manufactured object, put the same questions of other human artifacts: what to do with it when it gets older? what to do with old tires and worn parts?

The most obvious answer: recycle it.
But there are even better solutions. Rather than recycle, reuse!

Some creative people are employing used bicycle parts to build other objects. Metal parts are already being reused to make clocks, tables, lamps, etc.

Recycling tires, however, is still sparse.

Usually, tires are not collected by garbage collection service. Some people were embarrassed to tell me what they did with the tires. They are left on the sidewalk waiting for people that collect them. If not, the tires are cut, bagged and collected by the garbage service which bound them to the landfill. Or, after being piled up into deposits for a long time, the tires are BURNED! Many people still lack basic information on it and have never heard that tyres can be recycled into asphalt!
Valesca Bender

But some innovative ideas are already rising. Valesca Bender, a Brazilian designer, created a chair from used tires. She had an insight when she got a flat bicycle tire.

Talking about his concept, Valesca said:

The chair EcoHelp is certainly an example of sustainability
(…)
The concept was based on the title of the contest in analogy with the life of a material and the parts to which it relates, making “dance of material” last longer by reusing them.
A product developed from recycled materials is part of a chain of mutual aid that contributes to preserving the planet and social development. The “bartering” that extends the life of materials involves recycling, processing and generating less waste. A “pay it forward” mood that inspires people to change.

Being as innovative and challenging as bicycle itself, the chair was deservedly rewarded with the 1st place in the competition’s School of Interior Design and Decorative Arts Criart.

See Valesca Bender’s blog (in Portuguese)

[.]

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s