Tecendo o espaço urbano

Quem faz, erra e acerta.
O importante é ir tecendo o tecido urbano para as pessoas, como os galos de João Cabral de Melo Neto tecem a manhã.
Desta vez, o GDF acertou em cheio ao construir uma ciclovia no espaço entre a linha do trem e a pista que dá acesso à Vila Metropolitana (Núcleo Bandeirante-DF). Antes que fosse tomado pela especulação imobiliária, o lugar foi transformado em área de lazer e preservação da vegetação. Além da ciclovia, que também serve como pista de cooper (ou vice-versa) foi instalado um circuito de ginástica. As fotos mostram apenas parte de tudo – porque acabou a pilha da máquina fotográfica 😦 .
Há outro ramo da ciclovia que liga à Vila Cauhy e recém-inaugurada Praça da Vitória.

Ciclovia Vila Metropolitana
sinalização rústica
Ciclovia Vila Metropolitana
apenas parte da ciclovia
Pai e filho
Um pai leva o filho na cadeirinha
Ciclovia Vila Metropolitana
E muitas crianças soltas!

Não existe “ciclovia que liga nada a lugar nenhum”. Qualquer facilidade para as bicicletas é válida em qualquer lugar – claro, respeitados os limites mínimos da qualidade e do bom senso!
Bicicletas na rua afetam a entropia do sistema urbano, são galos tecendo a manhã.

[.]

Anúncios

Um comentário sobre “Tecendo o espaço urbano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s