A bela e o veículo encantado

Se você é um homem casado, e sua mulher não é contra andar de bicicleta, agradeça todo dia. Se ela compreende, o incentiva e apóia, sinta-se feliz. Se ela pedala também, você é um cara sortudo!!

Se você é mulher, por que não pedala??

Não tenha medo de responder. Este é um problema mundial. Mulheres pedalam bem menos que homens. Alguns dizem que o fator que mais impede as mulheres de optarem pela bicicleta é a falta de segurança. Não só do trânsito em si, de não haver espaço para bicicletas, mas também na simples rotina de estacionar bicicletas, de pedalar sozinha por locais ermos, a mulher está sempre mais vulnerável que os homens – sobretudo aqui, sociedade machista com histórico de violência contra as mulheres.

Outros dizem – e as próprias mulheres confirmam – que pedalar não é “fashion”, não é agradável. A indústria da bicicleta tem grande culpa nisto, pois concentram-se apenas em bicicletas e roupas esportivas. O mercado, no Brasil, é dominado por mountain-bikes, que não são boas nem confortáveis para andar na cidade, e bicicletas de transporte sem estilo, sem graça e sem tecnologia. Poti, Tropical, Ônix são bicicletas feias e até meio bregas – a indústria reforça e alimenta o preconceito social ao não produzir bicicletas de transporte com classe, elegância e estilo.

Outro problema é como guardar bicicletas em prédios e condomínios que também não são amigos das bicicletas. Veja mais aqui

O vídeo Beauty and The Bicycle aponta estes mesmos problemas. Um grupo de garotas de Darlington, norte da Inglaterra, conta as razões porque não pedalam. Guess what!! Falta de infraestrutura e bicicletas inadequadas. Então elas são convidadas a fazer uma experiência. Ganham bicicletas holandesas para transporte (Excelsior e Gazelle), pedalam pelas ruas da sua cidade, depois vão conhecer Bremen, na Alemanha, onde a realidade é completamente diferente. Se não souber inglês (e bem!), vale a pena ver as belíssimas imagens. O que as garotas alemãs dizem é simplesmente incrível!

O trailer de 8 minutos é uma amostra do filme que está sendo exibido na Europa. Também faz parte do projeto um livro e um DVD que podem ser comprados diretamente no saite.

Beauty and The Bicycle faz alusão ao conto de fadas francês La Belle et la Bête, em inglês: Beauty and The Beast, mais conhecido por aqui pelo filme A bela e a fera. Escolhido a dedo, o título do projeto é uma metáfora perfeita. A beleza da mulher e os medos de um pavor indefinido, mas real. Quem sabe, ao final da história, as mulheres chorem sobre a bicicleta morta e ela se transforma num veículo encantado??

PS.: Este post é uma homenagem à Maria Cristina, no dia dos Namorados. Já pedalamos muito juntos e vamos continuar ainda por muito tempo. Mas ela não usa a bicicleta para o trabalho. Antes, porque não tinha uma bicicleta decente – até ganhar uma Dahon Briza de presente. Depois, até a síndica proibir o transporte de bicicleta nos elevadores do prédio. Como o prédio não tem bicicletário que preste, e como a Cristina não quer se submeter a descer e subir 3 andares carregando bicicleta no ombro, simplesmente abandonou a idéia de pedalar para o trabalho (a única vez que foi, tomou um banho de chuva…). Agora só pedala comigo, porque eu desço a bicicleta – pela escada ou pelo elevador😉

[.]

5 comentários sobre “A bela e o veículo encantado

  1. Tomara que este filme chegue ao Brasil, assim podemos quem sabe tocar o coração de mais pessoas para este transporte maravilhoso.

  2. Olá, obrigada por ter se importado com um tema tão interessante.
    Eu, pedalo com o meu marido desde 2007, nós começamos juntos por recomendação médica (eu 48 anos, ele 49anos). Não fosse pela imensa paciência dele neste tempo, eu certamente teria desistido, as mulheres tem dificuldade de começar, mas se tiverem um grande companheiro ou um grande incentivador esta estatística muda.
    Hoje só tenho a agradecer pela insistência, viajamos sempre de bike e a nossa vida só melhorou, tanto fsica como mentalmente.

    Um abraço,

    Regina Stella

  3. Gostei e entendo que o texto foi feito para todas as outras que não pedalam pelos medos e desconfortos citados acima. Mas porque não falar um pouquinho de nós, as que pedalam para o trabalho, de saia, meia fina, sapatilha ou saltinho!? Ei, estamos aqui!! Da próxima vez, ponha uma frasezinha pra gente, tá!?!🙂
    Abraços e “brigada” por ter falado de nós, mulheres.

  4. Nossa amei tudo, o vídeo, o texto e os comentários principalmente da Regina. Também graças a insistência e paciência do meu marido comecei a andar de bicicleta, nossa meta é o cicloturismo, mas ainda falta muito pra mim quem sabe ainda chego lá (rs).
    Espero que cada dia mais pessoas descubram o prazer de andar de bicicleta. Abraços.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s