Ciclotrópio

Tim Weatley criou o ciclotrópio (ou ciclotropo) reciclando a ideia do zootrópio, máquina circular com fendas que gerava imagens em movimento, inventada em em 1834 por William George Horner e precursora do cinema.

A ideia é simples: colocar uma sequencia de imagens do lado interno da máquina e fazê-la girar a certa velocidade até atingir a ilusão do movimento – não por acaso, o zootrópio também é conhecido como roda-da-vida.

O ciclotrópio usa o mesmo princípio, adaptado a uma roda de bicicleta.

Uma ideia genial, que cria efeitos incríveis. Gostei muito dos efeitos tridimensionais em 29s e 55s e da metalinguagem das bicicletinhas pedalando sobre uma roda de bicicleta.

Por que não poderia ser uma roda de carro? Oras… Porque, como o carro em si, sua roda é pesada e trombolhuda, não tem a elegância fina das rodas raiadas, e é muito difícil movê-la apenas com a força das mãos!

A ideia é tão plasticamente bela que foi logo utilizada num video da Unaids – Programa das Nações Unidas sobre HIV e Aids:

E é tão fácil de executar que foi aplicada como atividade para crianças de 9 anos na Cherwell School, em Oxford, Inglaterra

E demonstra, mais uma vez, como está certa a teoria dos fractais ao dizer que as partes estão no todo e o todo está nas partes. A bicicleta e suas partes mudando modos de ver, reciclando ideias, criando arte.

___

Visite o blog de Tim Weatley  e veja fotos da montagem do ciclotrópio e o making off dos vídeos.

___

[.]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s