o canote do selim

Nesta semana aconteceu uma coisa inusitada. Vindo para o trabalho, o canote do selim quebrou!!

Estava perto do trabalho, coloquei o selim de forma que não caisse (foto abaixo) e completei o caminho pedalando em pé.

O Sergio Tourino, que é engenheiro, explicou:

Outra coisa que ajudou o ocorrido é que o canote fica muito inclinado em relação à vertical, o que gera um momento que provoca maiores esforços no canote e ajuda na quebra.

Fadiga de material é sempre assim, quebra sem aviso… em aço é possível projetar de forma que ele nunca rompa por fadiga (mas claro que pode quebrar por excesso de carga), mas no caso de alumínio ele SEMPRE quebra por fadiga algum dia… por isso que a manutenção de aviões é crítica (já que são feitos basicamente de ligas de alumínio).

Então, fiquem atentos às suas bicicletas com peças de alumínio e façam sempre revisão preventiva.

Por sorte, eu estava devagar, e foi apenas um susto de milésimos de tempo de não saber o que estava acontecendo e sentir o selim instável de repente.

Por sorte, o selim não chegou a cair nem sofri qualquer dano físico.

Mas sofri o dano psicológico e fiquei em crise existencial ao duvidar: será que sou bundão?😐

[.]

4 comentários sobre “o canote do selim

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s