Pontes e passagens

Passagens subterrâneas não são ruins.

Há muitas soluções boas e civilizadas mundo afora, como esta em Phoenix (EUA):

ou esta, em Manila (Filipinas):

Veja muitas outras soluções numa busca Google com o termo pedestrian underpass

Mesmo aqui em Brasília, as passagens do metrô são muito boas!

(descobri agora que não tenho boas fotos das estações do metrô na Asa Sul…😦 na verdade, só esta acima, mais focada nos pedestres do que na arquitetura da passagem. Fico devendo, e depois mostro aqui no blog).

As passagens subterrâneas de Brasília foram e são demonizadas pelo descaso e abandono do GDF.

O povo, parvo e porco, também contribui muito para deteriorar o interior da passagem, jogando lixo e deixando excrementos corporais de todo tipo.

A mídia reforça e acrescenta, pois pensa dentro da bolha carrocrática. As passagens subterrâneas são manchetes apenas porque motoristas atropelam e matam pedestres no eixão (causando “transtorno para os motoristas e o fluxo”), e não porque os direitos dos pedestres são usurpados e ignorados.

Obviamente os túneis possuem 3 grandes defeitos estruturais: 1) a IgNóbil esquina; 2) a escada muito íngreme, e 3) são muito estreitos. As passagens da Asa Norte possuem rampas de acesso, porém mal e porcamente construídas, muito estreitas, causam desconforto em quem passa, sensação de clausura.

Por isto, não sou contra passagens subterrâneas. Mas com certeza prefiro as pontes.

Parece uma maquete para o eixão, não parece? Mas é uma solução construída na cidade de Windsor, Canadá – veja aqui, em inglês. A intenção é que a ponte se transforme num jardim suspenso:

Infelizmente a topografia da Asa Sul não permite construir algo igual. Mas que tal esta:

Uma ponte para pedestres em Chicago. Não tem uma arquitetura arrojada como Brasília?

Veja lindíssimos outros exemplos de pontes pesquisando pedestrian overpass no Google. No Skycraperpage.com também há excelente coletânea de imagens.

São soluções que podem ser copiadas em Brasília? Não, copiadas não! mas com certeza podem ser adotadas aqui como conceito, respeitando topografia, linhas de calçada, tombamento, etc. Neste caso, mais do que garis, niemeyers fazem, sim, a diferença com soluções criativas. O que falta?

Falta apenas carinho com os pedestres, deixar de tratá-los como subcidadãos. Se constroem uma ponte JK para carros, por que erguem apenas gaiolas amarelas para pedestres??

[.]

Um comentário sobre “Pontes e passagens

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s