Jorge Amado continua vivo

Não tinha me dado conta da existência de nenhum livro de Jorge Amado lá em casa até que, quando eu tinha oito anos, apareceu uma cópia novinha de “Teresa Batista Cansada de Guerra”. Recém lançado, tinha autógrafo com dedicatória e tudo mais, mas a assinatura do autor não significou tanto para mim. Muito maior foi o impacto da capa de Carybé e das ilustrações de Calazans Neto. Como o tamanho do livro me assustou um pouco, passei a folheá-lo e ler somente as páginas imediatamente antes e depois de cada ilustração. Método um tanto quanto heterodoxo,  reconheço, mas não tão distante do espírito do livro, que conta a história da protagonista sem nenhuma preocupação com ordem cronológica. Jorge Amado usaria mão do mesmo artifício em “Navegação de Cabotagem”, sua autobiografia e   minha obra preferida das de sua lavra, mesmo que ele jure não se tratar de uma autobiografia.

http://exerciciodeleitura.blogspot.com.br/

Voltando a “Teresa …”, só fui encarar o livro de cabo a rabo bem mais tarde, com uns 14 anos.  História de muitas reviravoltas, não há como não torcer apaixonadamente pela heroína, mulher de força inquebrantável, capaz de, com um “cuspo no olho” (me recordo da expressão até hoje) , reduzir a migalhas o mais temido adversário. Só no final pude entender completamente a ilustração da capa, que tanta atenção me chamara desde o início. Valeu a pena. 

Marcio Almeida

.

Jorge Amado faria 100 anos hoje.
Como deveria, a data está sendo lembrada em todo canto, com notícias, seminários e colóquio.
Gostei muito de dois textos: um publicado pela DeutscheWelle e o especial feito pela BBC.
Pensei escrever eu mesmo alguma coisa aqui, mas confesso que sou leitor escasso de Jorge Amado. Então, pedi ao meu amigo e leitor deste blog, Marcio Almeida, que escrevesse. O Marcio, baiano como Jorge Amado, foi muito feliz – como eu esperava, pois sei de sua bagagem cultural – em contar e descrever este sentimento impactante que um livro pode causar em nossas vidas particulares. Para mim, o texto do Márcio é a melhor homenagem que este blog poderia prestar, pois traduz exatamente isto: Jorge Amado está vivo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s