Bicicleta, para seguir adiante

Read this in English

Quando o tsunami varreu a costa nordeste do Japão, em 2011, imagens da tragédia varreram o mundo.
Notei tantas bicicletas mostradas nas fotos e fiz um post sobre o assunto, a força e a resiliência de pessoas e suas bicicletas.

Agora, quando chuva e enxurrada destroem casas e vidas em Xerém e outros locais do Rio de Janeiro, fotos congelam uma tragédia diferente, mas a mesma destruição.

Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Foto: Rafael Moraes/ Agência O Globo

Lá no Japão ou aqui: bicicletas.

Foto: Fabiano Rocha

Foto: Vitor Silva / Jornal do Brasil

Às vezes único veículo disponível, ou que necessita de apenas o mínimo para funcionar. Sem motor, sem gasolina, sem largas vias pavimentadas.

Foto: Antonio Lacerda/EFE

Foto: Daniel Marenco/Folhapress

Foto: Nelson Antoine/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Onde passa uma pessoa, a bicicleta passa.

Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Outras vezes, abandonada. Arrastada pelas forças.

Foto: Daniel Ramalho / Terra

Que sentimos perpassam as pessoas que perderam tudo, mas conservam a vida?

Foto: Mauro Pimentel / Terra

Foto: Antonio Lacerda/EFE

Neste momentos de tormenta, o ser humano se sente impotente quando se depara com a força dos kami, espíritos da Natureza, com a fúria de Susano’o-no-mikoto. O mar que invade.

Foto: Vitor Silva / Jornal do Brasil

Ou com as consequências de suas próprias contigências e escolhas.

Foto: Luiz Roberto Lima/Futura Press/Estadão Conteúdo

Foto: Marino Azevedo/Governo do RJ / Divulgação

O homem que invade.

Foto: Vladimir Platonov/Agência Brasil

A vingança do curupira.

Foto: Daniel Ramalho / Terra

Nós próprios estamos indo contra a Natureza – e por isto, contra nós mesmos.
Entre decidir o que é pior, o grilhão que os deuses colocam em nós ou este que nós próprios nos prendemos?

A bicicleta é uma extensão do corpo e segue sempre junto, quaisquer que sejam nossas escolhas.

Foto: Daniel Ramalho / Terra

Nos momentos de alegria ou devastação. Júbilo ou desgraça.

Foto: Daniel Marenco/Folhapress

É muito mais que um veículo. É ferramenta. Do dicionário: dispositivo que fornece uma vantagem mecânica ou mental para facilitar a realização de tarefas diversas.

Foto: Fabio Teixeira/Folhapress

Mais do que levar de um lugar a outro, ajuda a construir e reconstruir o mundo. E vidas.

As imagens foram tiradas das seguintes galerias de fotos:

Terra
Uol
Veja
Jornal do Brasil
G1

Clique em cada uma das fotos para abrir a respectiva galeria.


-=-

When the tsunami swept the northeastern coast of Japan, in 2011, images of the tragedy swept the world.
I noticed so many bicycles in photos so I wrote a post about it, the strength and resilience of people and their bikes.
Now, when rain and flood destroys homes and lives in Xerém and other places in Rio de Janeiro, some images capture a different tragedy, but the same destruction.
Over there in Japan or here: bicycles.
In such tragedies, bicycle is the only vehicle available because it requires only minimal to operate. No motor, no gas, no wide paved roads.
Where a person could walk, the bicycle goes also.
But in a run of despair bicycles could be abandoned. Dragged by forces.
What kind of feeling pervades people who have lost everything, but retain life?
In times of storm, humans feel helpless faced with the power of the kami, nature spirits, with the fury of Susano’o-no-mikoto. The sea invades.
Or the consequences of their own choices and contingencies.
The man who invades.
Revenge of the Curupira, a Brazilian spirit of the forests.
We ourselves are going against Nature – and therefore, against ourselves.
Which is worse, fetters that gods put in us or which we attached to ourselves?
The bicycle is an extension of the body and goes always together with us, whatever our choices.
In moments of joy or devastation.
It is much more than a vehicle. It’s a tool (from dictionary: a device that provides a mechanical or mental advantage to facilitate the completion of various tasks).
Rather than take from one place to another, bicycles helps build world and rebuild lifes.

3 comentários sobre “Bicicleta, para seguir adiante

  1. Perfeito. As imagens mostram tudo, basta querer ver e enxergar. A bicicleta pode ser também o melhor amigo do homem, pode ser a fiel companheira.

  2. Só a bicicleta salva. Até parece somente uma frase de efeito mas, a magrela é o meio de locomoção mais eficiente em certas situações. Situações estas cada dia mais frequente nesses dias de mundo cão, Parabéns pela materia, faz pensar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s