ela quer minha bicicleta

Skylar Grey é cantora e compositora norte-americana, que já alcançou grande sucesso com “Love the Way You Lie”, sucesso na voz de Rihanna.

Em dezembro do ano passado (2012), em busca de maior sucesso como cantora solo, mudou o visual meio dark e lançou uma música sobre… bicicleta!!

Skylar-Grey-Cmon-Let-Me-Ride

Em sua conta no Youtube, ela postou a música como “video lyrics” – vídeos em que animação e imagens são a própria letra da música.
Antes de seguir adiante na leitura (que vai revelar alguns segredos da música), veja e ouça:

.

O vídeo oficial, com participação de Eminem, que está dando uma força para a carreira de Skylar:

.

Para ver com legenda em português, clique aqui.

Em declaração, Skylar admite que a canção é meio sarcástica e usa jogos de palavras para ridicularizar a excessiva e disseminada sexualização.
Nem precisa saber inglês para notar que isto é verdade! Basta ver a foto que foi divulgada junto com a música, e os dois vídeos.

Acho que Skylar e Eminem não só estão sendo sarcásticos com a sexualização, como também a usam para fazer sucesso.
Algo de errado nisto? Acho que não. É metalinguagem.

A bicicleta é um objeto, e como objeto se insere numa rede de significados, que chamamos cultura. A sociedade moderna configura-se como um sistema de objetos, e podemos falar de uma semântica e uma semiótica de objetos e artefatos, onde há intercâmbio de conceitos e significados.

Nada mais normal que a bicicleta seja sexualizada, aproxime-se de conotações sexuais. Sobretudo porque, pare e pense: tirando as mãos, qual é a área de contato do nosso corpo com a bicicleta? Há um famoso vídeo alemão que explorou isto bem mais explicitamente, da mocinha andando de bicicleta e tendo seu primeiro orgasmo.

Há muitos e vários exemplos da bicicleta como fetiche e objeto sexual, que deixo para outro tomo.

Há uma certa ironia na própria etimologia da palavra “fetiche”. O seu uso em português é uma adaptação do vocábulo francês fétiche, cuja origem remonta, por sua vez, a uma transposição da palavra portuguesa “feitiço”.
Feitiço se relaciona ao particípio passado “feito”, no sentido de “coisa feita.
O sentido mais comum que atribuímos hoje à palavra, como substantivo, é o de bruxaria, cuja origem está na ideia de um “trabalho feito” contra alguém.

Rafael Cardoso Denis. Design, cultura material e o fetichismo dos objetos. Revista Arcos, vol. 1, 1998

Nos últimos dois séculos, a palavra fetiche e sua derivada fetichismo, por seu senso de estranheza e mistério, foi usada por Freud e Marx no sentido de dar certos significados aos objetos, de fazer uma ligação entre o material e o imaterial.

Contamos, então, com três grandes sentidos históricos para o emprego da palavra fetichismo, que se reportam respectivamente a: 1) um tipo de culto religioso em que se atribuiu aos objetos poderes sobrenaturais; 2) um aspecto da teoria econômica que explica a atribuição de um valor transcendental a certos objetos (mercadorias); 3) um comportamento sexual em que o indivíduo atribui a objetos uma carga sexual

Rafael Cardoso Denis. Design, cultura material e o fetichismo dos objetos. Revista Arcos, vol. 1, 1998

[para aprofundar nesta discussão do significado dos objetos, recomendo a leitura integral do artigo citado acima]

Skylar Grey não foi a primeira nem será a última a sexualizar a bicicleta.

Particularmente, acho que ela acertou. Os jogos de palavras são perpicazes (banana seat!); os videos, bem feitos. Hilária a parte que satiriza as cirurgias plásticas! E a música é boa!! O refrão grudou na minha cabeça. E eles ainda dão uma chupada (!) no ultramegahit famoso do Queen.

E que bicicleta é aquela que ela pedala? Com aquela galhada?? Maluco!

O single fará parte do segundo álbum de Skylar, previsto para ser lançado em julho.

Come on, let me ride your bicycle

It’s so fantastical, on your bicycle

Come on, let me ride your bicycle

It’s so fantastical, on your bicycle

Come on, let me ride your bicycle

It’s so fantastical, on your bicycle

[.]

4 comentários sobre “ela quer minha bicicleta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s